quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

RUA DA BAHIA, RUA DA BAHIA... (QUE NÃO, QUE NÃO, QUE NÃO ME SAI DO PENSAMENTO, AI, AI...)


Rua da Bahia, Arroio Grande, República dos Gumercindos, Brazil, Mundo, Via Lactea...
Dia 12 do 12 do último ano, do começo da madrugada até o clarear do dia...
O encontro da Velha Guarda, das Novas Gerações e das turbas mais representativas
"da mente insana dos amigos, que infernizam a cidade..."
As presenças reais, evocadas e invocadas que aparecem e desaparecem a todo o momento, sem nunca deixar de estar presente...
Os das fotos (abaixo), os de fora da foto (ao lado, com certeza!), e o da foto acima, o poeta, o criador, o mito, o eterno...
Rua da Bahia, 12/12/2008 - 33,333 anos depois - tudo tão diferente e tudo ao mesmo tempo igual; tudo novo e tudo tão repetido; tudo de novo, como se nunca tivesse deixado de existir...

2 comentários:

Ricardo Souza disse...

Bah!!! E eu perdi esta. O pior é que estava na cidade e ninguém me disse nada. Não importa, fica prá próxima, daqui a 33,333 anos, com certeza. Um abraço do amigo ricardo.

Pedro Jaime Bittencourt Junior disse...

Não vai demorar tanto, Carlos, os arteiros da Rua da Bahia não querem esperar mais novos 33,333...
Na próxima te aviso, com certeza.
Abraços
Pedro.